Nas áreas rurais, vilas e povoados, a mulher imitava, por sua vez, a moda em uso na capital da Província. Mulheres, parentes de estancieiros, vestiam-se no dia a dia com roupas da moda, tendo vestes próprias para ocasiões festivas. Os tecidos mais utilizados eram mais encorpados, podendo ter estampas como o xadrez e florais. O uso de casaquinho com basquê era comum, em tecidos encorpados como lã e veludo. Mesmo sem ter o mesmo acesso aos tecidos e moda vigente, a mulher campesina realçava sua beleza por meio dos seus trajes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *